10 agosto, 2015

Tapioca ou pão?

Substituir pães por tapioca com a intenção de perder peso ou ganhar definição funciona? A gente foi saber as verdades sobre a queridinha do cardápio fit e te conta aqui!

tapioca

É a vez dela. Tão falada e tão na moda, ela entrou de vez para o cardápio dos brasileiros que se preocupam em manter o corpo em dia e fazem dieta para ajudar. As pessoas estão consumindo cada vez mais tapioca, principalmente no café da manhã, por acreditarem que trata-se de um carboidrato de melhor qualidade, já que não tem farinha branca (de trigo refinada) e que, por essa razão, não engordaria tanto.

Gostosa e versátil pela variação nos recheios, ela é uma ótima opção para os celíacos (alérgicos a glúten). Porém, ela é realmente eficaz na substituição de pães com o intuito de perder peso e ganhar definição? Quais são os reais benefícios dessa substituição? Na comparação direta, pão e tapioca oferecem energia e mais nada. Ou seja, o melhor é sempre optar por versões com fibras. Sabendo disso, vamos as dúvidas:

Tapioca ganha do pão francês para emagrecer?

VERDADE: herança indígena, a farinha de tapioca é obtida a partir do amido de mandioca, não possui fibras nem proteínas. É um carboidrato simples. “Pensando em diminuição do números de calorias, a tapioca pode ser benéfica, pois cada 100 gramas tem em média 80 calorias. Já um pão francês tem cerca de 130″, explica o nutrólogo e cardiologista Túlio Costa de Medeiros.*

Tapioca é disparada a melhor para o ganho de força muscular?

EMPATE. “Para ganho de força e definição muscular, o consumo de energia antes e depois do treino é muito importante. E neste caso, ingerir carboidrato de alto índice glicêmico é o ideal. Tanto a tapioca quanto o pão francês cumprem o papel. Além disso, deve-se consumir também uma proteína de rápida absorção no pós para fazer com que – em 48 horas – o músculo esteja apto a um novo trabalho”, explica Túlio.

Tapioca é melhor que pão integral?

MITO. Seu valor nutricional é pequeno. Pobre em proteínas, tem alguns minerais e pequenas quantidades de vitaminas do complexo B. A tapioca em si perde para o pão integral, mas isso pode ser ajustado no preparo de sua tapioca, como explica Túlio. “O que faz o alimento engordar menos não é só a baixa caloria, mas também quanto de energia você vai gastar para digeri-lo. A complexidade desses alimentos e os nutrientes, principalmente as fibras, fazem com que você gaste mais nesse processo. E é justamente aí que o pão integral torna-se uma boa opção. Mas você também pode deixar sua tapioca mais nutritiva acrescentando à massa alguns grãos ricos em fibra como chia, linhaça e floco de aveia, por exemplo”.

Precisa eliminar o glúten?

MITO. Túlio explica ainda que a não há necessidade de eliminar o glúten totalmente da dieta se você não tem a doença celíaca, pois existem alimentos que contém glúten, mas têm também componentes importantes para a nossa alimentação. Não existem comprovações de que você perderá peso se não consumir glúten. Anotado?

Agora, o detalhe…

Resolveu manter a tapioca em sua dieta? Então fique atento, pois a grande maioria das pessoas ultrapassa a quantidade que a torna vantajosa quando comparada ao pão francês: a quantidade de goma usada para fazer sua tapioca são duas colheres de sopa e o recheio deve seguir a linha, como por exemplo, creme de ricota, requeijão light, peito de peru, presunto magro…


*Vai lá…

Clínica Bruna Venturin.

R. Tabapuã, 1123 – conj. 197 – Itaim Bibi – São Paulo – SP. Tel. 11 3078 6751


Leia também…

A respiração ajuda você na hora de treinar. Aprenda!

Abdominais todos os dias ou com intervalo? A gente ensina o segredo!