17 maio, 2017

Dois em um

Dobradinha de Pedro Bosnich: o ator estrela duas peças para rir e chorar, em São Paulo

O ator Pedro Bosnich na peça o Bosque Soturno, em cartaz no teatro João Caetano

Será que existem pessoas com o poder de se dividir em duas, ou três, para dar conta das tarefas diárias? Afinal, a gente diria que é humanamente impossível alguém conseguir ser apresentador de televisão, estrelar no cinema e – ao mesmo tempo! – estar em cartaz com duas peças. Ou não? O ator e apresentador Pedro Bosnich está vivendo tudo isso agora.

O paulistano participou do filme Gostosas, Lindas & Sexies, com direção de Arnani Nunes, que estreou este ano (2017), apresenta semanalmente o programa Mora-o-Rama, no Canal E!, e ainda está em cartaz com as peças Coisas Acontecem Nesta Casa e O Bosque Soturno, ambas no Teatro João Caetano (Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino), em São Paulo.

Ao lado de Bruno Sperança, Deolinda Patrício e Pablo Diego Garcia, na peça Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa

A primeira, uma comédia de Pablo Diego, com supervisão artística de Marisa Orth e direção geral de Marcio Macena, acontece todas as sextas-feiras, às 21h, até 9 de junho. A trama gira em torno de três homens falidos e gays – Fleury, Kleber e Alfredo –, que moram juntos numa casa em Campos de Jordão. A chance de ascensão deles está na mão do costureiro sem talento Alfredo – ele recebeu uma encomenda de uma socialite poderosa. Quando o trio recebe a riquíssima Marcela Vitanozzi para jantar, a história fica mais interessante: ela morre inesperadamente durante a refeição. Para piorar, um jornalista chega para entrevistar a garota. E agora?

Pedro em cena com a atriz Guta Ruiz, na trama que investiga as relações humanas

O Bosque Soturno, do dramaturgo norte-americano Neil Labute e com direção e adaptação de Otávio Martins, ocupa o teatro aos sábados (21h) e domingos (19h), até 18 de junho. Ao lado da atriz Guta Ruiz, Pedro vive Bobby e Betty, dois irmãos que parecem não ter saído da mesma barriga. Presos num chalé no meio de uma floresta, eles devem superar as diferenças de personalidade e feridas nunca cicatrizadas de uma relação que extrapola aquilo que a sociedade vê como normal dentro de um círculo familiar.

As duas peças têm preço popular (R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia) e não possuem site de compra – é preciso chegar com uma hora de antecedência para garantir o ingresso. Para mais informações, dá para ligar no teatro João Caetano no número (11) 5573-3774. Tenha um ótimo espetáculo… duas vezes!


Leia mais…

Chega ao Rio a superpeça 3 formas de amar, com triângulo bissexual. Vai!

Charlie Hunnam quer o retorno de Queer as Folk – a gente também!

A nova minissérie gay “Queers” terá Ben Whisham e Alan Cumming no elenco

“Loev” é o novo filme gay, indiano e gravado em segredo do Netflix

Marcelo Auge e outros bambas em mostra quente, em Sampa