13 novembro, 2017

We have the power

Já assistiu o clipe de “Igual”, de Yann, com Britney Spears, Cyndi Lauper, Celine Dion e diversos outros artistas contra a homofobia no Brasil?

O cantor Yann ficou seis meses correndo atrás de celebridades nacionais e internacionais para participarem de seu novo clipe, “Igual”, um protesto contra a homofobia no Brasil. “Este vídeo é dedicado às 343 pessoas LGBTI+ mortas por crimes de ódio no Brasil em 2016”, diz uma mensagem no começo do clipe, que também revela diversos outros números sobre o preconceito contra a comunidade LGBT brasileira.

“37% dos brasileiros não aceitariam filho homossexual”, “38% dos brasileiros são contrários a casais do mesmo sexo”, “a cada 25 horas morre um LGBT por crime de ódio” e “expectativa de vida de um transexual: 35 anos” são alguns dos dados que são lançados entre um acorde e outro da música.

Britney Spears, Céline Dion, Demi Lovato, Criolo, Elza Soares, Fernanda Lima, Bruno Gagliasso e diversas outras celebridades entraram nesse protesto junto com o cantor que vai doar toda a renda digital e streaming da música ao Grupo Arco-Íris, que defende os direitos LGBT. Legal, né?


Leia mais…

Egípcios serão examinados no bumbum por serem gays

Entenda por que nem sob o aspecto jurídico a defesa da cura gay é correta

O perigo de apoiar a cura gay com fez Barbara Gancia na TV

Quem são as celebridades que se manifestaram contra a cura gay

A gente precisa assinar a petição contra a cura gay! Aqui!

Pabllo Vittar em entrevista exclusiva fala sobre bullying