19 junho, 2016

Legging olímpica

A Versace apareceu diferente nesta temporada em Milão: está mais sóbria, mas ousou colocar mulheres e muitos homens de legging na passarela

_VER0563 A Versace, de Donatella Versace, embora sempre tenha constado do imaginário gay como uma grife supergay é, na verdade, bem italiana: colorida, cheia de estampas de sedas – no melhor estilo “homem cafajeste” mesmo.

_VER0535

Mas algo mudou nesta coleção. Donatella, que até pouco tempo se negava a colocar homens e mulheres na mesma passarela, mudou. Lá estavam algumas mulheres. Enquanto os homens, quanta mudança…

_VER0627

Com silhueta mais ampla, cheia de sobreposição – e com uma bela trilha sonora de Prince – saiu de cena o tipo italiano garanhão para entrar um homem mais jovem, mais moderno e esportivo.

_VER0499

Nas fotos deste post já há uma amostra disso: parte dos meninos vestia, sim, legging.

_VER0459

Ou bermuda coladinha para combinar com parkas, jaquetas e toda a sorte de malharia que marca o corpo.

_VER0387

Ou seja, embora tomada de azuis, verdes e pretos, Donatella se rende a uma tendência sem volta: as barreiras entre masculino e feminino estão caindo.

_VER0307

Houve quem dissesse que a marca está de olho nos jogos olímpicos. Que desta vez estes Deuses sejam mais novos, com atitude moderna – e não aquela beleza grega tão antiga.

_VER0233

Convenhamos, faz bem a uma grife amada por gays que ela finalmente os encontre.

_VER0051

Afinal, não é todo dia que a gente quer sair tipo Poderoso Chefão, não é mesmo?


Leia também…

O desfile supergay e com botas de paetê de Dsquared

Por que o atentado de Orlando é também homofobia

As sungas minúsculas no desfile da Blue Man, no Rio

Homem de legging? Na passarela da Versace, em Milão, sim!

Cauã Reymond de travesti num clipe. Vem!