28 março, 2016

De alma

O ator americano é super engajado e chega a definir sua arte como gay. Em entrevista à Rolling Stone americana, ele explicou a origem dessa admiração e contou como isso até faz bem à sua vida pessoal

1035x720-franco-1800-1392061369

James Franco é uma das celebridades mais gay-friendly que conhecemos. O ator já falou que é a favor dos direitos gays, já beijou Sean Penn em um filme, disse que sua arte é gay e chegou até a afirmar que talvez fosse gay. Resumindo: ele é obcecado pela cultura gay. E esse foi o principal tema da entrevista que o astro concedeu à Rolling Stone americana.

Franco, que já produziu ao menos três filmes com personagens gays e já interpretou homossexuais diversas vezes nas telonas, disse que começou a se interessar pelo assunto na universidade: “Quando eu estudava na NYU, eu fiz aulas de estudos críticos e um deles era de cinema queer”.

Ele também explicou porque é tão engajado à causa: “Estados cercados de histórias heterossexuais e heteronormativas em filmes, programas, comerciais – todo lugar. Acho que é saudável fazer trabalhos que perturbem e que questionem, que mostrem narrativas alternativas”. Boa, Franco!

James-Franco-and-Zachary-Quinto

James Franco e Zachary Quinto interpretam um casal no filme “I Am Michael”, do ano passado

O melhor? Esse envolvimento do ator não atrapalha em nada a vida amorosa. Há muitos rumores sobre a sexualidade de Franco, mas ele diz que na verdade isso acaba criando um “escudo” em seus relacionamentos: “Uma das melhores coisas sobre essa especulação é que é uma cortina de fumaça”, contou.


Leia mais…

James Dean teve um caso tórrido com Marlon Brando