6 novembro, 2015

Rock and Roll+Ca

Parceiros no trabalho e na vida, Carlos Carvalho e Rodrigo Beze, os belos – e feras – arquitetos cariocas por trás do Studio Ro+Ca, surfam na crista da onda entre as revelações do décor nacional

Cozinha 0017 04 AltaNão, eles não são modelos – embora tenham flertado com a profissão em algum lugar do passado. Figuras constantes e amadas por este site, arquitetos formados pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), os carioquíssimos – do tipo sangue-bom – Carlos Carvalho, 28 anos, e Rodrigo Beze, 29, complementaram seus estudos entre França e Itália. Se conheceram lá no velho continente e nunca mais se largaram.

Bau 0007 03 Alta

Rodrigo Beze e a obra em Néon desenhada por ele e por Carlos Carvalho na Casa Cor Rio 2015

De volta ao Brasil, após estagiarem com grandes nomes da arquitetura brasuca, em 2013 abriram, em Ipanema, o Studio Ro+Ca, que leva as iniciais e a alma do duo em projetos moderninhos e cheios de brasilidade.

Sofa 0038 03 Alta

Carlos e Rodrigo em look “gangsta” no ensaio produzido por Aldi Flosi e Daniela Arend para a revista KAZA, no espaço dos arquitetos na Casa Cor 2015

Com apenas dois anos e meio, o escritório já conta com supercartela de clientes residenciais, comerciais e corporativos, publicações em revistas e sites gringos que vão da China a Israel, e prêmios que incluem o de melhor espaço da edição 2015 da Casa Cor Rio – no qual dirigi o ensaio que você vê aqui e agora, com produção de Aldi Flosi e Daniela Arend, publicado na edição de novembro da revista KAZA. Olho nos meninos – e no trabalho deles, é claro!

Poltrona 0024 04 Alta

Carlos Carvalho posa para as lentes de Diego Mello em Ensaio na Casa Cor Rio

Um Proust quiz para os meninos do Studio RO+CA

Nome e signo

RO: Rodrigo Beze, touro. CA: Carlos Antonio de Carvalho Souza, 28 anos

Cadeira predileta

RO: Três Pés, do Joaquim Tenreiro. CA: Iáiá, do Gustavo Bittencourt.

Livro de cabeceira

RO: “O Caçador de Pipas.” CA: No momento, nenhum.

Se fosse um super-herói, seria o…

RO: Professor Xavier. CA: Batman.

E quem são os seus super-heróis da vida real?

RO: Pode parecer clichê, mas são meus pais são meu maior exemplo. CA: Meus pais.

O projeto predileto que você desenhou até hoje é…

RO: Meu primeiro apartamento tem um lugar muito especial no meu coração. Não se trata apenas de trabalho, mas de uma conquista especial, uma fase determinante em minha vida. CA: Casa Cor Rio 2015.

Quarto 0006 03 Alta copy

Rodrigo Beze no quarto projetado pelo seu Studio Ro+Ca, na Casa Cor 2015

O melhor arquiteto do Brasil é…

RO: O que se propõe a fazer o melhor, que não se entrega ao modismo e “tendências” e que de certa forma consegue internacionalizar a arquitetura brasileira. CA: Marcio Kogan.

E o melhor do mundo?

RO: Kengo Kuma. CA: Marcio Kogan.

Se você não fosse arquiteto, seria…

RO: Designer. CA: Produtor ou publicitário.

Sua primeira referência de décor na infância foi…

RO: Aos 7 anos comecei a acompanhar a reforma de um apartamento que meus pais haviam comprado e comecei a “dar uma” de arquiteto. Desenhava plantas baixas, moveis e acompanhava todas as revistas de décor. CA: Minha casa.

Na sua casa não pode faltar…

RO: Velas aromatizadas. CA: Quadros.

E o que não pode faltar na casa do seu cliente?

RO: Design Brasileiro. CA: Quadros também.

Qual o maior pecado estético que identifica no décor contemporâneo?

RO: Falta de alma e aspectos pessoais. CA: Luz RGB.

Seu lado mais chique gosta de…

RO: Bons vinhos e amigos. CA: Arte.

E seu lado cafona gosta de…

RO: Som alto. CA: Música sertaneja.

O que é mais importante: forma, função ou poesia?

RO: Poesia. CA: Os três.

Matéria-prima fetiche

RO: Madeira. CA: Néon.

O que precisa ser varrido para debaixo do tapete?

RO: Não gosto de concentrar energia negativa, prefiro varrer para o lixo mesmo. CA: Gente chata.

Qual móvel brasileiro merece uma reedição?

RO: Qualquer um do Joaquim Tenreiro. CA: O berço de jacarandá desenhado por Sergio Rodrigues em 1960! Assim as crianças já teriam contato com design logo nos primeiros momentos da vida.

Sua cor predileta

RO: Azul. CA: Cinza.

E uma cor que jamais usaria num projeto de móvel

RO: Roxo. CA: Gosto de todas.

Uma coisa bonita

RO: Natureza virgem. CA: Gente feliz.

Uma coisa feia

RO: Falta de cuidado e manutenção com a cidade. CA: O PT (Partido dos Trabalhadores).

Qual o elemento mais bacana para dar uma tapeada no décor sem grandes malabarismos?

RO: Concreto e cimento. Texturas simples, custo baixo e que permitem grandes mudanças. CA: Iluminação.

Quais os traços que mais desaprova em si mesmo?

RO: Detalhista demais. CA: Ansiedade.

E quais os traços que mais desaprova nos outros

RO: Falta de caráter. CA: Intolerância.

Qual a sua maior extravagância?

RO: Morar um ano em Paris. CA: Meu cachorro.

Em que ocasiões você mente?

RO: Quando preciso concordar com algo que não acredito. CA: Tento ao máximo não mentir, mas quando necessário…

Um filme que vale a pena ver de novo.

RO: “A Teoria de Tudo”, de James Marsh. CA: “Incêndios”, de Denis Villeneuve.

A música que mais toca no seu iPod.

RO: Todas as da cantora La Roux. CA: Prefiro não falar (risos)

E uma música para malhar.

RO: Qualquer uma que me faça permanecer na academia, porque eu detesto. CA: Também prefiro não falar (vergonha alheia).

Quem tem estilo

RO: Gianluca Vacchi. CA: Mariano Divaio.

Quem não tem

RO: Quem não quer ter. CA: Fausto Silva.

Seu lema de vida

RO: Ser feliz. CA: Viver.

Qual o lugar mais lindo que já visitou?

RO: Praia de Bodri, na Corsica. CA: Santorini.

Quais as 5 peças de design que você levaria para uma ilha deserta?

RO: Velas Fornasetti; Float da Paola Lenti, mantas Hermès, alguns Fatboys e uma sacola Saint Laurent. CA: Sofá Otto, de Guilherme Torres; poltrona Triangular, de Jorge Zalszupin; luminária Tent, de Jader Almeida; cadeira Iáiá, de Gustavo Bittencourt; Up Armchair, de Gaetano Pesce.

 Uma dica para quem quer decorar a casa com muito estilo e pouca grana

RO: Coloque sua alma, sua vida. CA: Sempre gostamos de falar essa frase – “encontre o belo no imperfeito.”

A arquitetura de São Paulo precisa de…

RO: Projetos do Studio RO+CA. CA: Varandas.

Ontem, hoje ou amanhã?

RO: Hoje, sempre. CA: Hoje.

Cozinha Detalhe 0005 02 Alta

Poltrona de Sergio Rodrigues leva a bossa brasileira para esta cena de ares old glam do projeto do Studio Ro+Ca


 

Leia também…

O arquiteto Alexandre Dal Fabrro na primeira vez de Decór AA neste site

A estreia de Allex Colontonio no UAA – tipo power!